Nossa Amiga virou Nossa Amante

Eu tinha 22 anos, e uns 2 anos de namoro com a Julia, uma gata de 19 aninhos, morena, bundinha perfeita e linda para de seios. Julia estava sempre com sua amiga Kamila, branquinha de cabelo preto, e um corpo um pouco mais cheinho, sempre foi aquela amiga que saía junto, lanchava e minha namorada contava muita coisa do namoro pra ela, principalmente por se conhecerem desde pequenas. Em uma dessas saídas todos falávamos de putarias, corpos e até de tamanho de pau e minha namorada revelou meus 21cm para os amigos ali presentes. Fiquei um pouco envergonhado, mas eram todos amigos de longa data e levaram na boa, inclusive perguntando sobre posições e etc.

Isso chamou atenção de Kamila que na mesma noite me mandou mensagem, dando até uma zuadinha…  “E aí, negão da picona. rsrs”. Ficamos de bate papo no whats e acabamos trocando umas mensagens de sacanagens e terminando a noite, a safada pediu uma foto do meu pau. Disse que era muito arriscado, mas numa outra oportunidade mostraria. Ela deu risada e encerramos o papo. Passado alguns dias, Kamila chamou a gente para passar o final de semana na casa de praia dos pais dela, e percebi durante nossa estadia que kamila estava diferente, biquíni mais curto, mais safadinha e solta e até se exibindo para mim. Fiquei louco, pois a safada ficava me mostrando sua marca do biquíni, se abaixava o suficiente pra eu ver cuzinho e a pontinha da buceta dela, pois seu biquíni era minúsculo.

No último dia a gente tinha bebido bastante e ficamos muito loucos. Kamila estava com um fogo danado, dizendo que ia ficar pelada pela casa, saiu do quarto só de calcinha e ficou rebolando na sala, até que minha namorada a levou para tomar banho e na inocência pediu minha ajuda, pois estava com medo dela cair no chão. Fui ajudar, mas o problema é que eu estava apenas de sunga e fui ficando de pau duro. Julia percebeu e falou que eu era um tarado, mas disse que era por causa dela, que estava só de biquíni fio dental. Kamila não conseguia se controlar, estava muito doida e acabou ficando peladinha, também foi puxando o biquíni da minha namorada, deixando ela apenas com a calcinha. Ela tentava pegar no meu pau algumas vezes, tentava chupar os seios da Julia, puxava minha sunga pra eu ficar pelado, enquanto minha namorada tentava segurar pra que isso não acontecesse.

Finalmente conseguimos dar um banho na louca, mas na hora de enxugar, tivemos que tirar sua calcinha e novamente meu pau ficou duro como pedra. Essa menina é um tesão e sem mais nem menos começou a enfiar o dedo na bucetinha dizendo que queria transar com a gente. Para meu espanto, Julia não achou a ideia tão absurda e falou se eu não estava a fim de fazer algo diferente. Claro que eu topei na hora e levamos aquela doida para o quarto. Fomos todos para a cama e Kamila sentou do meu lado e se masturbava enquanto Julia tirava minha sunga e massageava meu pau duro, pegou a cabeça da Kamila, levou até minha rola e a fez chupar com todo tesão.

Nisso Julia já ia de encontro a bucetinha da amiga e meteu a língua bem no fundo, fazendo a Kamila gemer de prazer. Eu estava curtindo cada momento, mas queria socar a rola na amiguinha da minha namorada, então pedi para ela sentar na minha pica, e com a ajuda da Julia, que segurou meu pau e fez encaixar direitinho na bucetinha apertada da vadia. Julia ficava me beijando e Kamilia quicando no meu pau com todo prazer de uma novinha quando vê uma rola grande. Dava para sentir meu pau batendo no útero dela e isso a fazia se contorcer de prazer e subia e descia com muita força, parecia que queria quebrar minha rola.

Julia resolveu participar mais ativamente e pediu para a amiga deixá-la sentar um pouco e aí fui a loucura, pois a Julia sabia todos meus segredos e sentava com muito tesão. Meti muito da bucetinha da Julia, mudei de posição e coloquei a Kamila de quatro na cama. Queria comer o cuzinho dela, encostei a cabecinha e ela se abriu toda. Mete gostoso no meu cuzinho, seu tarado, vou te mostrar como aguento toda sua rola enorme no meu cuzinho. Claro que ao escutar isso, fui socando a pica até sentir o saco bater na buceta dela. Comecei a bombar devagarinho e logo estava metendo sem dó. Ela gritava de tesão e beijava a boca da Julia. O clima estava muito quente, o tesão falava alto, todos queriam foder e gozar.

Estava sentado na ponta da cama e as duas na minha frente revezando a boca na minha pica. Que homem resiste a ter duas boquinhas gulosas, lhe pagando um boquete? Claro que gozei como um louco, e as meninas bebiam minha porra como se fosse o melhor néctar do mundo, simplesmente não cau uma gota de porra no chão, beberam tudo e ainda se beijavam, trocando a porra de uma boca a outra.  Apagamos os três naquela cama e só acordamos já altas horas da noite e fizemos as malas para subir a Serra. No carro a gente veio falando do que tinha acontecido e percebemos que isso fortaleceu muito nossa amizade, pois além de amigos agora somos amantes também.

Outros contos...

Comentários (0)

Somente assinantes podem deixar comentários!

Assine ou faça login para poder comentar.
21
Atrações
113
HQs
134
Atrizes
471
Vídeos
4546
Fotos
...