Meu padrasto gostosinho

Essa história aconteceu quando eu tinha 16 anos, desde novinha sempre fui muito safadinha e meu corpo sempre chamou atenção dos meninos principalmente pela minha cinturinha fina e meu bumbum grande e bem empinadinho herdados da mamãe, meu pai morreu eu tinha 2 anos e minha mãe é bem nova quando nasci ela tinha 16 anos, hoje tenho 18 anos e ela tem 34 anos é super nova bonita dizem que parecemos ser irmãs.

Minha mãe tocou a vida dps desse ocorrido e um tempo dps começou a sair com as amigas afinal era nova bonita apesar de ter uma filha pequena ela tinha que viver né, quando eu tinha 16 anos ela começou a namorar um rapaz chamado Felipe ele era bem novinho tinha 24 anos ele é bem gatinho branquinho fortinho viciado em academia com uma barriguinha de tanquinho linda que eu sempre pegava minha mãe dando beijinhos nela, e esses caras de academia vivem sem camisa pra se mostrar né, e eu com 16 aninhos com os hormônios a mil ja era bem sapequinha saia com minhas amigas e beijava vários na noite, e não tinha como reparar no Fê em casa, as vezes deitado na cama da minha mãe ou as vezes no sofá, eu percebia que ele tb me dava umas olhadas e aqui onde moro faz muitoooo calor mas muito mesmo e já é de costume as meninas andarem com pouca roupa ou roupas bem curtinhas eu ficava em casa só de shortinho de dormir sem calcinha  e ele é bem curtinho e fica bem agarradinho no meu bumbum e fica quase com as poupinhas de fora e usava top tb, ou uma blusinha sem sutiã e minha mãe tb se vestia assim em casa quando ela não namorava nós duas ficavamos em casa só de businha e calcinha, o Fê quando chegava em casa já tirava a camisa e ficava só de short e tenho ctz que ele não usava cueca pq eu percebia um volume balançando no short dele eu ficava louquinha vendo isso as vezes eu sentia minha ppka ficar meladinha, quando ele ia tomar banho e minha mãe saia eu corria na pontinha dos pés pra não fazer barulho e ficava do lado da porta pra não fazer sombra e ele perceber a porta do banheiro não tem chave apenas uma tranca do lado de dentro, como era só eu e minha mãe ela nunca se incomodou com isso mas dps com o Fê acho que ela nem percebeu nada e continuou assim, dava pra ver pelo buraco da fechadura eu espiava ele tomando banho e pelo box do banheiro dava pra ver ele peladinho se esfregando e o que eu imaginava se confirmou, ele é bem dotadinho um pau grande grosso cabeçudo e todinho lisinho sem nenhum pelinho, ele se esfregava todo pegava no pauzão se masturbava no banho e eu vendo ficava louquinha as vezes colocava o dedinho na minha ppkinha e ela tava toda meladinha eu alisava meu grelinho vendo ele no banho as vezes ele batia até gozar e eu via ele se contorcer todo e os jatos de leitinho espirrar longe quando escutava minha mãe abrir o portão eu corria pro meu quarto pra disfarçar…

Ai o tempo passou e o Fê passou a morar em casa, eu adorei né rsrsrs, minha mãe trabalhava a tarde ele a noite e eu estudava de manhã, quando eu chegava da escola minha mãe já tinha saído e eu corria procurar ele sentava no colo dele dava um beijo no rosto ele me abraçava forte pela cinturinha ele sem cueca eu percebia o volume no meu bumbum e provocava ele dando leves reboladinhas pra se encaixar bem no colinho dele ai eu saía do colo dele toda saltitantee ia tomar banho e como se ele não soubesse do truque tb né kkkk eu percebia ele me olhando no banho pela sombra dos pés dele em baixo da porta, eu me ensaboava de costas pra ele empinava o bumbum passava a mão apertava  dava até um tapinha ai virava de frente aproveitava pra depilar minha ppka deixava ela bemm lisinha, as vezes eu me encostava na parede fechava os olhos e batia uma siririca pq sabia que ele tava vendo só pra provocar ele, nossa que tesão que eu sentia ali me tocando sabendo que ele tava vendo chegava  realmente a gozar ali com aquela situação ai me enrolava na toalha e saia pro meu quarto ele tava no sofá com uma almofada no colo, provavelmente pra disfarçar a ereção dele, esses dias sai do quarto com a blusinha do pijama que é bem fininha e de alcinhas e como eu tava exitada os biquinhos dos meus seios tavam bem durinhos e marcando o tecido e como sou bem magrinha apesar do bumbum grande meus seios são bem pequenininhos empinadinhos e com biquinhos bem durinhos, sai ele estava assistindo tv eu só de pijaminha sentei como de costume no colo dele e pedi pra ele sentir o cheiro do meu hidratante, ele me abraçou colocou o nariz no meu pescoço e pude sentir sua respiração ofegante me arrepiei todinha e meus seios que já estavam durinhos ficou mais sensíveis ao toque do leve tecido da blusinha nele me deixando louca…

Nesse dia minha mãe deixou dinheiro pra mim comprar calcinhas e sutiã pra mim em uma lojinha perto de casa, sai e comprei só tanguinhas fio dental bemm pequenininhas aquelas de tirinhas bem fininhas dos lados e bem pequenininhas atrás pra valorizar meu bumbum, cheguei em casa e dei uma de menininha inocente e já pulei naquele colinho gostoso de costas pra ele sentei rebolei e me encaixei bem nele abri a sacola e falei :

Olha Fê que lindas mostrando minhas tanguinhas novas pra ele, ele disse, nossa são lindas mesmo Gaby mas não são muito pequenininhas vc tem o bumbum grande vai caber ?

Dei uma risadinha bem sapeca e disse vai sim Fê mas vão ficar bem enfiadinhas no meu bumbum iguais as que minha mãe usa, nessa hora senti o pau dele ficar bem duro ele me apertava forte na cintura nessa hora achei que ele ia gozar, levantei fui no meu quarto experimentar uma por uma e realmente eram muito pequenininhas bem fio dental mesmo a parte de trás praticamente sumia dentro do meu bumbum tenho ctz que o Fê ficou me espiando e bateu uma pra mim.

No dia seguinte já usei uma pra ir pra escola e assim que cheguei fui tomar banho e deixei de propósito a calcinha pendurada no box fingindo que esqueci e assim que sai enrroladinha na toalha o Fê correu pro banheiro tomar banho tb eu voltei e fui espiar ele, ele ja estava com o pau muito duro apontando pra cima de tão duro que estava e foi como imaginei ele pegou minha calcinha olhou cheirou e passou a lingua nela e tava batendo uma bem gostosa e dava pra ver e dava pra ver que ele estava sentindo prazer pq ele estava de olhos fechados e se contorcia todo e dava uns gemidinhos bem baixinhos corri pro meu quarto tirei a toalha deitei na cama abri as pernas e bati uma siririca deliciosa a mais gostosa que ja bati na minha vida…

A tortura maior é de madrugada quando escuto ele transando com a minha mãe no quarto dela ela geme tanto que ele deve da muito prazer pra ela, os quartos são colados e da pra ouvir eles gemendo ele pedindo pra ela chupar o pau dele e falando assim, chupa meu pau minha putinha safada toma tudinho meu leitinho sua cadelinha gostosa, e ela pedindo assim pra ele, come o cuzinho da mamãe gostoso come  faz de mim sua putinha me come que nem uma cadelinha no cio, e eu escutando tudo no meu quarto.

Esses dias minha avó ficou doente e foi internada e minha mãe foi dormir com ela lá,  ai pensei preciso arrumar um jeito de provocar o Fê adoro ver ele exitado por minha causa, a noite começou uma chuva muito forte e muitos trovões e eu morro de medo de trovões desde criancinha entro em pânico chego a chorar de tanto medo que eu tenho, a noite mandei msg pra minha mãe chorando falando que eu tava com medo, ai ela falou que ia pedir pro Fê pra ficar comigo e me proteger, passou uns minutos o Fê bateu na porta do meu quarto…

Gaby ta acordada…

Falei com voz de choro, to com medo, ele falou sua mãe pediu pra mim chamar vc pra dormir comigo no quarto, vem…

Falei ta bom eu tava de pijaminha sem calcinha e sem sutiã, peguei meu ursinho que durmo abraçada e saicom ele e fui pro quarto da minha mãe puxei a coberta e deitei ele falou como vc gosta de dormir eu falei que quando ta assim chovendo minha mãe dorme de conchinha comigo pra me proteger ele falou ta bom e veio atrás de mim de conchinha me abraçou eu encostei meu bumbum nele e já senti o pau duro ele passou o braço em volta do meu pescoço e me puxou pra ficar bem engatadinha nele peguei o outro braço dele e coloquei em volta da minha cintura e pedi pra ele ficar acaraciando minha barriguinha com a mão pq era assim que minha mãe fazia eu percebi que o safadinho tava só de cuequinha e  ai comecei a forçar o bumbum de propósito pra provocar e sentia ele forçando o pau no meu bumbum ele já fazia leves movimentos de vai e vem atrás de mim e eu já tava ficando exitada sentindo minha ppkinha ficar molhadinha ai falei Fê sente o cheiro do hidratante novo da mamãe que passei, ele encostou a boca e começou a beijar e a chupar meu pescoço me arrepiando todinha tava dificil me controlar eu ja dava leves gemidinhos de olhos fechados e cada vez mais eu forçava o bumbum no pau dele e ele empurrando aquela pica gostosa atrás de mim, ai ele não aguentou e senti a mão dele puxando a alcinha do meu pijaminha até cair no ombro ele pegou no meu peitinho pequenininho e começou a acariciar ele a passar os dedinhos nos biquinhos que ja estavam bem durinhos eu não conseguia me controlar eu de olhos fechados dando leves gemidinhos chupando meu dedinho e rebolando bem coladinha nele sentindo o pau dele muito duro atrás de mim ele parava de chupar meu pescoço e dava mordidinhas na minha orelha me deixando completamente meladinha eu nunca tinha sentido nada desse tipo com menino nenhum que eu ja tinha ficado, eu falava aiiii Fê não para continua chupando meu pescocinho e mordendo minha orelha ta gostoso não para coloquei minha mão pra trás peguei bo pau dele tava muito duro muito grosso e pulsava muito na minha mão afastei a cueca dele coloquei pra fora e fiquei batendo um pouquinho pra ele ai ele começou a gemer no meu ouvido eeu toda arrepiadinha vendo ele gemer pra mim senti a mão dele afastando meu shortinho coloquei o pau dele na portinha da minha ppkinha e fiquei esfregando ele na portinha mas como eu tava muito meladinha escorregou e entrou nela eu não era mais virjem mas tinha transado poucas vezes senti um tesão aquele pauzão gostoso inteirinho dentro de mim e começou a bombar nele como ele tava muito exitado ele não aguentou muito e logo senti um jato de leitinho bem quentinho espirrando dentro de mim ele gemeu alto me apertou forçou o pau e eu sentindo aqueles vários jatos quentes ficamos agarradinhos um pouquinho e me levantei corri pro banheiro tomar um banho e me limpar, escorria muito leitinho pelas minhas pernas me lavei ele entrou dos tomou banho e voltamos pra cama e dormimos agarradinhos até de manhã…

Outros contos...

Comentários (0)

Somente assinantes podem deixar comentários!

Assine ou faça login para poder comentar.
21
Atrações
149
HQs
586
Vídeos
5099
Fotos
155
Atrizes
...