Fodendo a Sogra e a Namorada ao mesmo Tempo

Vou contar essa história louca que aconteceu comigo ano passado, acabei fodendo a sogra e a filha dela junto. Sou o Paulo, moro em Recife e tenho 24 anos. Ano passado conheci a Juliana na faculdade. Uma gostosa, loirinha, de 19 anos, corpão, cinturinha fina, seios durinhos, bunda perfeita, uma gata! Joguei o papo e acabei conseguindo sair com ela. A gente aproveitou e resolveu dar uma esticadinha para o motel, logo no primeiro dia. Isso foi foda, comi essa putinha de tudo que é jeito, fiz ela ficar empinadinha na cama, soquei no cuzinho dela, botei ela pra rebolar gostoso, gozei na boca dela, foi uma delícia. Fiquei gamadão nessa putinha, louco pra encontrar ela de novo, ela tem a maior cara de piranha, a gente saia da aula e ia trepar gostoso. Eu não aguentava, era muito gostoso comer ela, no estacionamento da universidade, ela já me pegava e me chupava no carro, meu pau vivia esfolado de tanto ela mamar com vontade minha caceta. Foi um tesão numa sexta feira, fui pra casa dela, a safada garantiu que não teria ninguém lá. Acabei indo, foi uma delícia, a gente já chegou se pegando, fomos para o quarto, ela botou meu pau pra fora e começou a chupar. A safada me olhou enquanto lambia minhas bolas, disse que meu caralho é uma delícia.
-Ai gato, estava com tanta saudade do seu pau na minha boca!
-Então aproveita e chupa gostoso, sua safada!

Ela mamou muito, lambeu meu caralho, foi um tesão, a gente estava morrendo de vontade de dar uma boa trepada mesmo, depois do oral, arranquei as roupas dela, joguei na cama, subi em cima e comecei a esfregar meu pau na buceta. Ela implorou pra eu meter a pica na buceta dela. Meti gostoso, foi uma delícia, foi uma sacanagem daquelas bem sensuais, ela gemendo gostoso, eu sentindo uma vontade louca de meter forte e ela pedindo pra eu ir devagar, porque meu pau estava batendo lá no fundo da buceta dela e machucando um pouco. Não aguentei, falei que ela era bem gostosa, soquei na buceta dela com força, ela se abriu mais, gemeu gostoso, foi uma delícia de putaria gostosa. Depois de comer a safada, a gente acabou pegando no sono, acordei meio assustado com as batidas no quarto dela. A gatinha levantou, foi atender e era a mãe dela. Nem preciso dizer que gelei, fiquei com o maior medo de tomar um esporro, mas a coroa me olhou de cima a baixo e me deu bom dia com um sorriso malicioso. Prestei mais atenção nela, muito gostosa, coroa top de linha, loira, peituda, bronzeada, uma versão mais madura da Juliana, porém bem mais gostosa.

Ela me convidou para o café da manhã, com vergonha recusei. Inventei qualquer desculpa, mas eu estava sem graça de ter sido pego de cueca pela mãe da minha ficante. Quando cheguei em casa, ela mandou uma mensagem dizendo que a mãe dela me achou um gato e falou pra eu ir mais vezes lá. Por essa eu não esperava.
-Sua mãe me achou um gato? que doideira, achei que ela ficaria puta ao me ver saindo de cueca da cama da filha dela kkkk
-Minha mãe é liberal gato, você vai se dar conta disso.
Achei legal ela ter uma mãe liberal, mas nada de mais, durante a semana fomos para a aula normalmente e na saída sempre rolava um motelzinho, até que começamos a namorar e fomos comemorar com um jantar e acabamos na casa dela. A minha namorada disse que a mãe tinha saído com as amigas para um barzinho, então era de boa. Já fui chegando, pegando ela de jeito e beijando gostoso.
-Bota logo minha pica na boca, tô morrendo de tesão por você!
-Adoro quando você tá assim, vou chupar bem gostosinho.
Ela caiu de boca, deu uma mamada gostosa, eu estava ali de olhos fechados curtindo, puxando a cabeça dela pra aumentar o contato com meu pau. Ela não parava de mamar e engolir meu cacete, deixando ele todo babado. Depois de uma chupada retribui colocando ela na beirada da cama, tirei a roupa dela inteirinha e comecei a lamber seus seios gostosos, ficou tudo durinho, bem arrepiado, aí eu comecei a descer pela barriguinha dela, fui deixando lambidas e beijos pelo caminho e cheguei na sua bucetinha. Aspirei seu cheiro gostoso, o cheiro de fêmea excitada, que tanto me deixava louco de tesão.

Ela começou a se contorcer quando meti minha língua naquela fenda quente e molhada, senti aquele caldinho gostoso na minha boca, uma delícia. Peguei ela de jeito, dei uma linguada gostosa nessa putinha, gemeu gostoso, rebolou na minha língua, pediu mais, ficou cada vez mais molhadinha e meu caralho latejando de tesão. De repente tomei um susto, vi a minha sogra entrar no quarto com a maior naturalidade. Levantei pra tentar contornar a situação, mas ela disse:
-Não precisa disso comigo, eu sou bem de boa, posso entrar na festinha?
Fiquei com vergonha, mas minha namorada chamou ela, então saquei tudo, mãe e filha bem safadas. Peguei ela de jeito, comecei a beijar a coroa, corpo tesudo que ela tem, jeito de safada, um mulherão. A gente se pegou gostoso, ela passou a mão dela nas minhas costas, arranhando de leve, fui tirando sua roupa e deixando ela peladinha, e vi o quanto ela é gostosa. Peitos grandes, de silicone e uma bundona redondinha. Minha namorada via a gente na cama fazendo isso, tocando uma siririca bem gostosa, bem arreganhada, a minha sogra se ajoelhou e também começou a chupar meu pau. A cabeça da minha pica já estava dolorida da chupada anterior, mas aquilo era bom demais. Ela dava atenção especial às minhas bolas, chupava, acariciava, depois levantou, deixou na cama e pediu pra eu chupar ela num meia nove, então fiquei embaixo, ela montou em cima de mim e abocanhou novamente meu pau, enquanto eu empurrava a língua no seu bucetão gostoso. A gente ficou ali numa putaria, suados, cheiro de sexo, de repente a gente trocou de posição, voltei a chupar minha namorada e a minha sogra veio me chupar. Foi muito tesão, puta que pariu! o sonho de qualquer homem.
-Quero que você me coma -disse ela.

Sentei na cama, coloquei ela no meu colo e ela começou a sentar devagar até encaixar tudo. A safada rebolou gostoso, foi um tesão, a buceta dela também é bem apertadinha, esfolava meu caralho todo e os gemidos dela me enlouqueciam de tesão. Enquanto comia a sogra, chupei os peitinhos da filha, mamei e estimulei sua bucetinha com os dedos. Fiz a putinha gozar nos meus dedos e apertar eles com o canal da sua xota. Minha sogra estava doida cavalgando, fazendo barulho super alto e eu beijando a filha dela na boca. Não demoramos nessa posição e eu acabei gozando gostoso, tirei a camisinha e deitei na cama com elas. Depois de um tempo me recuperando, a putaria continuou, elas se pegaram na minha frente, se beijaram, uma chupou o peito da outra, e eu fiquei ali com o maior tesão, paradão assistindo aquela putaria gostosa entre mãe e filha. Elas me olhavam bem safadas e meu pau ficou duro de novo, então as gostosas chuparam juntas, lambiam minha rola e se beijavam gostoso. A minha putinha pediu pra ficar de quatro, coloquei e a mãe dela também. Comecei a sarrar nas duas, passava a pica em uma e depois na outra. Comecei a bombar na buceta da minha namorada, meti um tempão, bem gostoso, fiz ela rebolar e enchi de tapas, enquanto beijava aquela coroa gostosa. Ela estava com pressa pra levar pica também, meti nela com vontade e botei pra foder com as duas, era tirando de uma e botando na outra, enchendo aqueles rabos gostosos de tapa, puxando os cabelos delas até que eu gozei de novo. Foi uma delícia, fiquei no meio da cama com as duas, a gente se pegando, beijando, agarrando e depois repetindo a dose. Foi a noite toda de putaria com elas.

Outros contos...

Comentários (0)

Somente assinantes podem deixar comentários!

Assine ou faça login para poder comentar.
21
Atrações
124
HQs
136
Atrizes
490
Vídeos
4820
Fotos
...