Como segurar o tesão e ir com calma

04 de agosto de 2022 Dicas
  1. Rapidinha é uma boa quando a transa acontece em alguns lugares “perigosos” ou não apropriados, como um estacionamento de um mercado ou dentro de uma salinha na empresa na hora do almoço. Agora, se acontecem as “rapidinhas” entre quatro paredes (e se não for em um motel), pode ser que sua(s) parceira(s) (e você mesmo) desejam algo mais… Prolongado. Eis aqui umas dicas para que você aproveite melhor o tempo na hora do sexo.

Antes de ir para a cama…

As tão famosas preliminares começam antes mesmo de entrar no quarto ou ir de fato para a cama. É aqui que rola aqueles estímulos sensoriais, como falar no ouvido da mulher, elogios, olhares e até mesmo um bom perfume. Conversas com duplo sentido e aquelas palavras sacanas no pé do ouvido são um bom começo.

Os carinhos…

É hora dos toques. Há mulheres que sentem um tesão ao serem tocadas, mas nem todas as mulheres ficam excitadas quando o cara já enfia a mão por dentro do decote ou por dentro da calcinha. Sendo assim, o começo é desbravar as áreas mais “sensíveis” do corpo feminino, como tocar o pescoço ou a nuca, passar a mão nas coxas, na barriguinha e usar suas unhas (se não tiver, use a ponta dos seus dedos) por todo o corpo da mulher. Algumas ficam louquinhas com aquela mão entre as coxas, enquanto outras adoram uma pegada mais forte, talvez com aquela puxada de cabelo. Se você conhece sua parceira está mais próximo do que imagina. Agora, se não conhece, o jeito do tesão testar e isso é bom que você pode curtir e conhecer outras formas de chegar ao prazer.

Momento de degustação…

Ok, você não toma vinhos, beleza. Mas na hora do sexo, eis a ideia: deguste com tesão cada parte do corpo de uma mulher como se fosse uma taça de vinho e o mesmo para ela. Sim, é hora de usar sua boca, sem esquecer, evidentemente, das mãos, entre outros. Uma boa lambida no pescoço ou uma mordida na orelha para aumentar a umidade você sabe onde. Misture as lambidas com toques.

Nada de partir para cima e “engolir” sua parceira e/ou “esmagando” os seios da dita cuja que ela não é uma boneca inflável. O mesmo vale para a mulher. Por mais que seja gostoso, não deixe que a parceira “caia de boca” e “suma” com seu membro antes de dar uma “saboreada” do seu corpo. Peça para que ela vá passando a língua por seu corpo, mas se ela quiser cair de boca no seu “amiguinho”, diga para que ela use a língua na “pontinha”, na cabecinha do seu membro, enquanto você dá uma “molhada” na… É, se você entendeu, vá fazer um “meia-nove”!  Vá com calma, com delicadeza e aí, com tempo, aumente a pressão. Dê aquela pressão com os lábios nos mamilos da moça, uns tapas na bunda, uma puxada de cabelo.

Brinquedos e produtos eróticos…

O legal de pedir por produtos eróticos (mais seguro em tempos de pandemia) é você experimentar novas sensações e claro, prolongar o tempo na cama e o prazer com sua parceira ou parceiras, se rolar um lance a três, quatro… Usar géis, camisinhas com produtos relaxantes e outros “brinquedinhos” sexuais podem ser uma mão na roda se já “cansou” das preliminares cheias de tesão.

Testando posições…

Se você sabe que goza muito rápido em uma determinada posição, aproveite que você quer prolongar o sexo e abuse de outras posições. Com ela por cima, trocando olhares e palavras, vale uns toques nos seios, na barriga da parceira e se der, até no clitóris. Se a mulher curtir, puxe cabelos, bofetadas e “mãozadas” no bumbum e por mais que algumas gostem disso, evite deixar marcas. Bom, há mulheres que adoram ficar com as nádegas “quentes”, mas isso vai de mulher e nada como um bom papo antes de tudo, para colocar os pingos nos “is”.

Penetração…

A posição é nova, mas se você penetrou e está preste a gozar, não encare isso como um problema. Se as preliminares foram boas, a mulher também talvez nem precise de um ator pornô dentro dela. Na hora “agá” tente prolongar a penetração. Use os recursos dos brinquedos eróticos e mude de posições. As vezes pode rolar uma “esfriada”, contudo, não desista se acontecer de broxar. Ou seja, não pare o ato sexual, caso dê uma “amolecida”. Vá usar seus dedos, sua boca e peça para que a parceira dê uma “ajudinha”. Uma simples massagem com os longos cabelos da mulher pode aumentar a excitação.

Após o gozo, relaxe…

Perceba que nesse tipo de sexo, ou seja, no prolongado, até o gozo sai lentamente e o “alívio” dure mais. É como se você estivesse esvaziando todas as suas energias ao gozar e isso o deixe completamente extasiado ao final. Se você é daqueles que ao gozar pula da cama para tomar um banho, sugiro que aproveite o clima para ficar relaxado com a parceira do lado. Sim, curtir o momento de silêncio e sorrisos após uma boa performance no ato, também conta no cronômetro. Algumas gostam de carinhos no cabelo, outras de serem abraçadas, outras não por causa do suor, mas vale até entrelaçar os dedos. Porém, se ela começar com aquele papo que você não suporta, como a bagunça da sua casa ou qualquer outra coisa, sim, é hora de você ir para o chuveiro!

Comentários (0)

Somente assinantes podem deixar comentários!

Assine ou faça login para poder comentar.
21
Atrações
149
HQs
599
Vídeos
5085
Fotos
153
Atrizes
...