Comi Minha Vizinha Gostosa

Isto aconteceu numa quinta-Feira à noite, eu estava em meu quarto fazendo um trabalho sobre Globalização, minha mãe estava na sala assistindo TV. Era uma Quinta-Feira fria, lá fora caia uma garoa fina típica de inverno. Enquanto lia o texto para resumi-lo, navegava em um site pornô, após ver algumas fotos, resolvi abaixar uns vídeos, cheguei a fazer downloads de 5, assisti todos e acabei ficando muito excitado, meu pau latejava de tanto tesão, estava quase batendo uma punheta, porém, me segurava. Bom, enquanto selecionava os textos, ouvi minha mãe chamando; fui ver o que ela queria, ao adentrar na sala ela me disse: Leandro, tem alguém te chamando… Olhei pela janela e vi uma pessoa, mas, não sabia se era homem ou mulher. Peguei as chaves que encontravam-se sobre a escrivaninha, abri a porta e fui até lá para saber quem era, quando estava chegando próximo ao portão, pude observar que era minha vizinha – aquela gostosa que eu batia punheta todos os dias pensando nela. Ao chegar perto ela falou: Oi, vim te encher o saco um pouquinho! Ela nem imaginava a minha intenção, neste momento meu pau estava extremamente duro, louco para meter naquela bucetinha rosada e apertadinha, sorte que estava usando uma blusa de moletom comprida, assim pude disfarçar, senão ela perceberia o volume que estava fazendo. Isto já era quase 8 Horas da noite. Respondi que ela não estaria enchendo o saco! Convidei-a para entrar, aleguei que estava resfriado e não poderia ficar na friagem, de início ela recusou-se, mas insisti, ela acabou cedendo. Ela usava uma saia de lycra preta e blusinha de lã lilás, enquanto trancava o portão, pude fitar sua bundinha, redondinha e empinada, diga-se de passagem“ ralaria sossegado a Sheila Mello“. Deixei ela ir na frente só pra ver aquele bundão rebolar. Eu já estava a ponto de bala e no ponto de fazer uma loucura. Ao caminharmos em direção a porta da sala, ela me disse: Vim pedir um favor! Respondi: Se tiver ao meu alcance farei com maior prazer… Pode pedir Marisa, não fique com vergonha, pode falar. Então, ela falou: Vou fazer um entrevista amanhã e não tenho nenhum curriculum pra levar… Retruquei – é só isso, fazer um curriculum? – Marisa respondeu que sim… Pode deixar faço um pra você rapidinho, vamos até meu quarto, pra você passar seus dados. No primeiro instante percebi que ela ficou com um certo receio. Ao entrar na sala minha mãe logo disse, entre Marisa, não fique nessa friagem, tá frio… A partir desse momento ela se sentiu mais a vontade e disse: Vim incomodar um pouco, é que preciso fazer um curriculum pra levar em uma entrevista amanhã e não tem ninguém que possa fazer para mim a essa hora. Minha mãe respondeu: O Leandro faz pra você, esses dias ele fez um para a prima dele, mas entre, fique a vontade, logo em seguida, fechei a porta e falei: Venha vamos lá pro quarto, enquanto ela se dirigia a caminho da porta do quarto eu apanhei uma cadeira para ela sentar.

O computador encontrava-se ligado, ela sentou-se na cadeira que eu usava antes dela chegar, aproveitei e sentei ao lado, já imaginando caindo de boca naquela bucetinha toda melada e quentinha! Ela me perguntou o que eu estava fazendo, já que ela viu o Mídia player aberto, mas sem imagem… Respondi que estava pesquisando na internet sobre globalização, mas percebi que ela ficou curiosa para saber o que estava assistido ou ouvindo no Mídia. Falei pra ela esperar um pouquinho até terminar de abaixar o arquivo, e, que logo iria fazer o seu curriculum. Após alguns minutos minha mãe veio até o quarto e disse: Vou dar uma saída, cuidado crianças! Nessa hora Marisa parecia um pimenta de tão vermelha que ficou, eu nem liguei estava rezando para que isso acontecesse. Após ouvir minha mãe trancar a porta da sala, perguntei a Marisa, você gosta de beber vinho? – Ela respondeu: sim, adoro vinho, mas não posso beber senão… quando bebo eu me solto muito e… Não perdi tempo, fui até a cozinha e enchi 2 copos com vinho. Voltei e sentei ao seu lado, e dei um dos copos para ela, então ela disse: Não vai dar certo, nós dois aqui sozinho… Só vou beber se você se comportar! Falei que ela podia ficar sossegada, não faria nada contra sua vontade. Ficamos ali conversando, bebendo e navegando na internet. Comecei a investir, primeiro perguntei se ela estava namorando ou ficando? Ela respondeu que estava sozinha, e queria arrumar um namorado e… Ficamos ali conversando por alguns minutos, até que ela me perguntou o que eu estava vendo no Mídia player. Respondi que era um vídeo que havia pego na internet. Ela pediu para ver também. Percebi que o vinho já estava fazendo efeito, e falei que o vídeo era de “Bobeirinhas”… . Acabei rodando o filminho. Logo de início aparecia uma menina chupando um pau, ela chupava de um jeito que me deixava louco só de ver aquilo, em seguida, após fazer um chupeta deliciosa ela ficou de quatro e o rapaz começou a passar a cabeça do pau na xaninha dela, a garota gemia muito, seu gemido era muito gostoso, cada esfregada que ele dava ela gemia… Ela pedia para que enfiasse o pau na sua buceta, que queria sentir aquele pau enorme entrar… Ao começar a enfiar o pau na xana, ela começou a gritar, a cada centímetro ela gritava mais e mais… .Vi que Marisa estava excitada, percebi que mexia com as pernas de um lado para o outro… Perguntei a ela se estava ficando com tesão de ver aquilo. – Ela me respondeu: Tô com muito tesão, faz tempo que não faço isso… Tô ficando molhadinha e vc? – Respondi, nossa, você nem imagina o tesão que estou, tô com o pau duro, latejando de tesão… Não aguentei, levantei e sentei em seu colo, comecei a beijá-la loucamente, ela respondia da mesma forma… Ela me beijava e me unhava. Eu já tava quase subindo pelas paredes, comecei a passar as pontas dos meus dedos em sua barriga por baixo da blusa, a cada passada com os dedos ela soltava um gemidinho, e isso me deixava extremamente louco. Era aquele tipo de tesão que te deixa desesperado, que, senão rolar você bate 2 ou 3 punhetas seguidas sem parar.

Eu tremia de tanto tesão, minhas pernas estavam moles… Aproveitei e subi a blusa e abaixei o sutiã que ela usava; comecei a sentir aquele seios de tamanho médio, durinhos, com o biquinho vermelhinho olhando pra frente “É só vendo mesmo”. Comecei a chupá-los bem devagar, ela gemia cada vez mais, passei a língua várias vezes no biquinho, como se tivesse tentando pegá-los, ela foi à loucura – acho que até gozou- porque o gemido foi tanto que comecei a mordê-los e a tirar a blusa… Ela também começou a tirar a minha blusa de moletom, enquanto isso eu soltava o sutiã. Ela começou a morder o meu peito que nem louca, unhando minhas costas, isso tudo me deixa cada vez mais louco. Não aguentei e saí de cima de seu colo, fiquei em pé na sua frente, ela pegou e sentou-se na ponta da cadeira e de frente com meu pau, então começou a morder minha barriga e acariciar meu pau, aos poucos ela foi abaixando o short, sem parar de me lamber, chupar… a cada centímetro que o short descia eu gemia, chegou num certo ponto que o meu pau estava de lado e não dava mais para ir descendo do jeito que ela estava fazendo, então ela enfiou a mão por dentro e tirou-o para fora mas não fez nada… continuou abaixando o short. Ela mordia minha coxa enquanto abaixava, até que o short saiu de vez, foi aí que pude ver aquela mãozinha toda delicada segurando o meu pau e batendo uma punheta bem gostosa, enquanto ela chupava as bolas loucamente…. Não resisti e tive que interrompê-la senão iria gozar. Ela parou de chupar e bater punheta, porém, ela colocou a cabeça do meu pau pra fora e começou a chupá-lo bem, somente a cabeça… Putz, o tesão era tanto achei que fosse ter um infarto, meu coração batia rapidamente, as pernas estavam moles, estava começando a me abaixar, pois não aguentava mais com o meu próprio peso… Ela chupava tão gostoso que fico loco só de lembrar esses fatos. Hora ela colocava a cabecinha pra dentro, hora pra fora… Não aguentei e segurei sua cabeça e disse: Pare, se não irei gozar na sua boca, agora é minha vez de te chupar… Ela levantou-se e começou a me empurrar em direção a cama, mas mudei a direção, encostei-a no guarda-roupas que fica ao lado da cama… Beijava-a loucamente, meu pau roçava sua barriga… Eu queria deixá-la mais excitada ainda, então segurei suas mãos acima da cabeça forçando-a contra a porta do guarda-roupas… Parei de beijar e comecei a chupar e morder seu pescoço como se fosse um vampiro, ela gemia de tesão, dizia que não estava mais aguentando e que iria gozar…. Fui descendo aos poucos e fiquei passando a língua em volta do biquinho dos peitos, em volta do peito todo, mas não soltei suas mãos… depois subi ao poucos até a parte traseira de seus braços e comecei a mordê-los, isso foi o ponto máximo… ela soltou um gemido e começou a remexer o corpo todo, esfregava uma perna na outra como louca.. e ao mesmo tempo pedia que eu fodesse a sua xaninha, que estava meladinha loca pra sentir um pau bem gostoso…

Soltei suas mãos e fui chupar seu peitos novamente, fui descendo bem devagar, enquanto ela segurava minha cabeça pressionando-a contra seu corpo, nós estávamos em pé, fui descendo cada vez mais, ao chegar no umbigo enfiei a ponta da língua dentro dele, que parecia mais uma xaninha… Ela gemia que nem louca de tesão… comecei a abaixar sua saia, enquanto abaixava continuava chupar e lamber, conforme foi chegando próximo a região dos pelinhos ela delirava, e pedia “Vai logo, quero meter, gozar no seu pau, adoro pau grande e grosso como o seu, quero que meta ele todinho em mim, quero gozar bem gostoso nele “… Fui tirando a saia, mas decidi virá-la de costas, e pedi que ela continuasse encostada no guarda-roupas. Ela virou-se, então fiquei em pé e peguei suas mãos e segurei-as novamente acima de sua cabeça. Agachei só um pouco para poder encaixar meu pau no rabo dela, ao arrumá-lo enfiei no vão de suas pernas, senti aquela bucetinha quentinha, molhadinha mesmo estando por cima da calcinha, pois, ainda não havia tirado. Bom, ela estava ali, com as mãos presas acima da cabeça, então comecei a chupar seu pescoço, e esfregar o pau em sua bucetinha, deixando-a cada vez mais louca. Resolvi soltar suas mãos, e comecei a unhar suas costas, sendo que ao mesmo tempo mordia o seu pescoço. Já que minha intenção era levá-la ao delírio total, parei de morder o pescoço e comecei a passar a ponta da língua em sua nuca, fiz isso por alguns minutos, fui descendo bem devagar pela espinha passando a língua, ao me abaixar tive que tirar o meu pau que estava bem gostoso esfregando em sua xana… fui descendo até chegar em seu rabinho, aproveitei e comecei a chupar a polpinha de sua bunda, ela tava toda mole de tesão, sendo assim, pedi que ela desse uma abaixada, ficando um pouco de quatro, peguei e puxei sua saia até tirá-la de vez, mas não parei de chupar aquela bundinha com marquinha de biquíni, nossa eu já estava nas nuvens, continuei a mordendo sua bundinha. Ela arrebitava cada vez mais a bundinha, aí peguei e puxei a calcinha de lado, e vi aquela bucetinha inchada, melada e rosadinha, não aguentei, primeiro enfiei o dedo, e fiquei bombando bem devagar, enquanto ficava passando a língua no seu cuzinho… Ela não aguentou e gozou outra vez… Após seu gozo, retirei meu dedo todo melado, e em seguida tirei sua calcinha, pedi que ela continuasse na mesma posição e comecei a beijar aquela bucetinha que estava totalmente melada, ela gemia demais, resolvi passar a língua no seu clitóris, fiquei ali passando a língua, acariciando-a bem gostoso, mas não a deixei gozar… Quando percebi que ela estava quase gozando, fiquei em pé novamente, pedi para que ela virasse de frente pra mim e comecei a beijá-la, ela segurava o meu pau e queria colocá-lo de qualquer jeito em sua buceta, mas eu me segurava e não deixava ela fazer isso, pois, ela tava extremamente louca, acho que senão metesse ela iria ter um colapso nervoso ou sei lá o que…

A única coisa que sei é que tremia de tanto tesão… Peguei sua perna esquerda e pedi que colocasse o pé encima da cama, ela fez isso, mais uma vez, segurei suas mãos acima da cabeça e comecei a chupar seu pescoço, enquanto isso fui esfregando meu pau na sua xaninha sem deixá-lo entrar, nós continuávamos em pé; obviamente nessa posição sua buceta estava aberta, pronto para engolir meu pau, isso fez que ela gemesse muito, mas muito mesmo, ela estava delirando, o tesão era tanto que ela me mordia com força, não parava de dizer: Mete, mete, mete tudo, não aguento mais de tesão, quero gozar nesse pau gostoso, senti-lo entrar bem gostoso na minha buceta, vai enfia logo, por favor, faz isso, você está me deixando louca, mete, aiiiii, aiiiii, meu deus que tesão! Por muitas vezes meu pau roçava sua buceta, teve um momento que chegou a entrar somente a cabeça e nessa hora quase gozei, eu também não aguentava e sabia que se fosse meter iria gozar logo, por isso fiz um movimento para trás, daí ela falou repetidas vezes: Você esta zoando comigo, para, para, não faz isso, não aguento mais, deixa ele entrar bem gostoso deixa, por favor, tô louca para ser metida. Mais uma vez fui descendo com a língua pelo seu corpo, até chegar naquela bucetinha, “ huuuuuuuummmm, só de lembrar já fico com o pau duro, louco pra relembrar os velhos tempos “. Lembro que ela estava raspadinha, totalmente peladinha, era vermelhinha, toda inchada, nossa ! tava melada… Coloquei as mãos nos quadris e comecei a passar a língua novamente naquela coisinha, ela segurava meus cabelos com muita força, hora puxava-os, hora apertava minha cabeça contra sua xana, a única coisa que tenho certeza foi de que ela gozou outra vez na minha boca, lembro muito bem de sentir o gozo dela na minha língua, um liquidozinho quentinho, meladinho, tinha gosto meio adocicado… Bom, já perdi a conta de quantas vezes ela havia gozado, pensei comigo, agora é minha vez de gozar… Então fui subindo, sem parar de chupá-la… Começamos a nos beijar, meu pau estava latejando, inchado, enorme. Ela continuava com a perna esquerda encima da cama. Bom, não resisti, falei no ouvido dela “Agora vou foder sua buceta bem gostoso”. Ela nem esperou eu terminar de falar e já segurou o meu pau, arregaçou a cabeça pra fora e colocou-o na entradinha de sua buceta, e disse: Mete, mete tudo, quero sentir as bolas batendo em mim, enfia logo, me arregaça, fode bem gostoso minha buceta, quero que você arrombe-a com esse pintão, nossa, meu deus, nunca senti tanto tesão em minha vida, quero dar pra você todos os dias, mesmo se eu tiver casada, quero continuar dando pra você!!!! Enfiei tudo até as bolas, senti aquela bucetinha quentinha, melada, apertadinha. – Ela gemia demais, não parava de gemer, unhava minhas costas, me mordia, parecia uma louca… Pedia pra meter com força e cada estocada ela gritava, pedindo mais… As bolas batiam, na hora não sentia dor mas depois…

Fiquei ali, estocando, estocando… aí ela me falou vamos pra cama! Falei vamos, tirei meu pau da xana dela, ele tava imenso, latejava… Coloquei ela deitada na cama, com a bunda na beira do colchão, ela ficou com os pés nos chão, então me aproximei e disse: Abra as pernas, ela me obedeceu, entrei no meio como se fosse deitar por cima, mas não fiz isso, me abaixei um pouco e coloquei as 2 pernas em cima do meu ombro, peguei o meu pau e fiquei passando-o no cuzinho bem devagar, as vezes enfiava só a cabecinha na xaninha, fiz só pra provocar… mas, não sou de ferro, meti bem gostoso nela, fiquei estocando devagarinho pra não gozar, queria saborear aquela bucetinha deliciosa, fiquei ali por vário minutos me controlando, hora metia rápido e com força, hora bem devagar quase parando. Ela gemia sem parar, sussurrava como louca! Depois de brincar naquela posição, pedi que ficasse de quatro, tirei o pau da xaninha e fiquei em pé, ela ao invés de ficar de quatro resolveu fazer mais uma chupeta, primeiro segurou minha rola, arregaçou a cabeça pra fora e começou a mamar, parecia uma criança chupando chupeta, depois ela enfio tudo na boca, eu já tava quase gozando de tanto tesão…. Quando percebi que iria gozar, segurei sua cabeça e disse: Não quero gozar na sua boca, quero encher sua bucetinha de porra, você não quer sentir eu gozando na sua xana? – Ela disse: Claro que sim, é o que mais quero….. .Ela virou de costas e ficou de quatro, olhei aquele traseiro enorme, sua xana estava aberta, inchada e toda melada… peguei meu pau e enfie bem devagarinho, até as bolas…. Não aguentava mais segurar o meu tesão, decidi meter até gozar, fiquei ali metendo e gemendo, ela já começava a ficar roca de tanto gemer… Fui estocando, cada vez mais forte, a cada segundo mais rápido, o gemido dela ia aumentando. Meu pau parecia que estava inchando como se fosse explodir… Foi então que começou a vir aquele negócio, não sei explicar o que é, mas como se tivesse vindo lá de dentro, bem do fundo… falei pra ela que iria gozar, ele disse que também ia fazer o mesmo, minhas pernas estavam ficando bambas, não tava me aguentado parar em pé, parecia que estava tirando todas minha formas, estocava mais rápido e mais forte, ela começou a gritar em vez de gemer…. Aí que delícia, vai goza, goza, me enche de porra, quero sentir você gozar, sentir esse pau gozar dentro de mim, vai goza, goza que também vou gozar, aiiii, aiiii, aiiii, com força, mais forte, me arregaça vai, huuumm, hummm, vou gozar, vou gozar… Não aguentei, comecei a gritar! Háaaaaa, nossa… que delícia….. você é muito gostosa, enquanto gritava senti o primeiro jato de porra sair, neste momento tive que colocar as mãos na beira da cama senão iria cair, minhas pernas perderam totalmente as forças, meu pau gozava dentro dela bem gostoso, eu sentia ela mexendo com a buceta como se estivesse chupando minha porra, como se estivesse pedindo para gozar mais… Senti outro jato de porra sair, eu nem conseguia falar direito, ela urrava, de tesão dizendo: Que porra gostosa, tô sentindo seu pau gozar dentro de mim, nossa nunca senti isso antes, como é bom…. goza de novo, quero sentir mais uma vez seu gozo, por favor goza de novo vai… por favor, me enche de porra vai… Dei outra gozada um pouco mais fraca que as duas primeiras, mas o suficiente para satisfazê-la…. Depois disso fiquei uns dois minutos com o pau na xana dela, sentindo ela mexer tentando tirar até a última gota de porra do meu pau!!! Foi uma loucura que nunca mais esqueço, tenho certeza que ela também nunca esquecerá…

Outros contos...

Comentários (0)

Somente assinantes podem deixar comentários!

Assine ou faça login para poder comentar.
21
Atrações
124
HQs
136
Atrizes
490
Vídeos
4820
Fotos
...