Nossa Primeira vez na casa de Swing

Somos um casal relativamente jovem, eu com 36 e ela 33, somos bem apresentáveis, casados a 10 anos e sempre buscamos apimentar um pouco as coisas na nossa relação, foi aí que um dia a convidei para ir a uma casa de swing, ela inicialmente ficou assustada e com ciúmes não quis ir. Como eu já tinha pesquisado e conversado com amigos sobre o assunto, consegui deixa-la bem confortável a aceitar meu convite e conhecer uma casa de Swing.
Pois bem, em um belo sábado, lá fomos nós a casa de swing, com a adrenalina a mil, e muita vontade de se jogar ao desconhecido. Sempre tive desejo de levar minha esposa em casas como essa. Não somos adeptos ao swing, mas o clima e o ambiente em um local desses enlouquece qualquer um. Chegando lá, fomos bem recebidos pela recepcionista e um garçom que nos levou até um camarote que tínhamos reservado. O cheiro de sexo nessas casas é uma loucura, lá estávamos nós, inicialmente bem recatados, mas por dentro estávamos prontos a explodirmos de tesão. Eu sempre tive a fantasia de nos exibir e isso estava prestes a acontecer.

Quando a festa começou de verdade e a coisa começou a ficar animada, nos levantamos e fomos dançar, minha esposa vestia um vestidinho vermelho bem provocante e com uma calcinha preta minúscula, eu ficava por traz dela, já de pau duro ficava roçando naquela bunda incrível que ela tem. Enquanto eu olhava os casais e outros homens desejando estar no meu lugar. Ela me enlouquecia dançando e rebolando no meu pau, as vezes levantava o vestidinho e encaixava no meio daquela bunda gostosa. Eu ia á loucura e por algum tempo ficamos desse jeito, nos provocando e provocando todos a nossa volta, as pessoas passavam e ficavam olhando, alguns casais até paravam por perto e ficavam se pegando também. Teve um momento que botei a mão por cima da calcinha na bucetinha dela e estava incrivelmente molhada, nunca a tinha visto daquele jeito, tão cheia de tesão!!!!

A noite prosseguiu e teve momentos em que ali mesmo no camarote nós já estávamos quase fazendo sexo. Minha esposa abaixou a parte de cima do vestido ate a cintura e ficou com aqueles peitos maravilhosos esfregando em mim, que não aguentei, sentei na poltrona do camarote a puxei por cima, ela sentou no meu pau e cavalgou como uma putinha enlouquecida. Casais paravam e ficavam olhando e eu que sou um exibicionista nato, ia às nuvens, que tesão era aquilo, minha esposa não deixava ninguém se aproximar muito a ponto de encostar, mas teve uma cena que não sai da minha cabeça. Um casal parou na nossa frente, a mulher agarrou o cara e tirou o pau dele pra fora, ela chupava nos olhando assim como ele, minha esposa que estava de costas pra eles se virou, e numa cavalgada continua ficava mostrando meu pau entrando e saindo daquela buceta maravilhosa, ate que o cara gozou na boca da esposa. Voltamos para pista de dança, minha esposa safada estava daquele jeito, querendo sexo. Uma mulher se aproximou dela e a beijou, mais beijou tão gostoso que as duas não paravam, puxei minha esposa e fiz ela sentar na cadeira e abrir as pernas, a bucetinha já estava toda melada e a mulher caiu de boca, chupava deliciosamente minha esposa, que essa altura gemia de tanto tesão e gozou gostoso na boca dessa mulher desconhecida. Minha esposa não aguentou e pediu para irmos para uma cabine privativa porque ela queria mais. Já na cabine, nos pegamos com mais vontade ainda, botei ela sentada perto de um daqueles espaços que tem abertura pra fora, abri bem a pernas e comecei a fuder aquela buceta gostosa que pingava de tesão, ela gemia de prazer, até que um cara colocou o pau pela abertura e ela me olhou com aquele olhar de aprovação. Enlouqueci quando a vi mamando naquela rola negra, dura e bem grande, logo pedi para ela ficar de quatro e deixar o cara foder sua bucetinha, ela aproveitou e gemia de tanto prazer.

Loucos de tesão resolvemos ir ao quarto coletivo, onde ela abriu as pernas e o negrão roludo a fodeu até gozar em seus seios. Quando olhamos de lado o quarto já estava cheio, vários casais observavam e vários solteiros iam se aproximando e com meu sinal verde ela liberou para a galera geral. Acho que pelo menos cinco rapazes foderam minha putinha que estava adorando tal putaria e eu mais ainda… Por fim um casal se aproximou e falou se a gente poderia ir a um quarto privado, minha esposa aprovou a ideia e logo fizemos nossa primeira troca de casal. Minha esposa era possuída pelo marido da outra e eu metia com força na bela mulher que me servia. Foi uma verdadeira noite de prazer e queremos repetir a brincadeira. Depois disso, saímos e ainda ganhei mais uma chupada dentro do carro. Com certeza iremos repetir essa deliciosa experiência, com muito mais safadeza e vamos relatar tudo aqui no site.

Outros contos...

Comentários (0)

Somente assinantes podem deixar comentários!

Assine ou faça login para poder comentar.
21
Atrações
99
HQs
129
Atrizes
451
Vídeos
4298
Fotos
...