Uma Pica de Presença na minha Buceta

Olá gente. Me chamo Beatriz. Tenho 48 anos. Sou uma coroa bem enxuta, sou branca pele bem clarinha, loira natural, mas sempre gostei do meu cabelo ruivo. Tenho peitos grandes, e que meu marido pagou por eles, tenho uma bunda media e redondinha, sempre gostei de me cuidar e me alimentar bem. sou casada a 20 anos. Eu e meu marido sempre levamos uma vida tranquila em todos os aspectos. Nos conhecemos bem novos, casamos e criamos nossos filhos muito bem. Eu e ele sempre tivemos uma vida sexual bem ativa. Toda hora era hora, não tinha hora e nem lugar. Ele foi o segundo homem da minha vida e era o último até então. Na época em que eu transei pela primeira vez eu era bem novinha ainda, eu acho que nem perdi o cabaço. kkkk Mas enfim, eu conheci meu marido e em pouco tempo de relacionamento a gente já transava bastante. Não sei nem como eu não engravidei mais cedo. Mas o tempo se passou, e eu sempre fogosa doida por rola. Cuidava da casa e a medida que os anos se passaram meu marido foi me procurando bem menos. Mas eu jamais pensava em ter relação com outro homem. Eu sempre tentava fazer algo diferente pra acender o fogo dele após chegar do serviço, mas nem sempre dava muito certo e quando a gente transava não era lá grandes coisas, nunca tive paranoias de achar que ele tinha outra, pois tínhamos muita confiança um com outro, e sei que ele trabalhava muito e sempre deu do melhor pra mim e nossos filhos. E em umas dessas de sempre tentar trazer algo para apimentar nosso sexo recorri aos sexy shops, e fiquei chocada com as coisas, era uns trem bem estranho alguns até bizarro, mas enfim… Comprei algumas coisas pra usarmos a dois e meio sem graça pedi a moça para me mostrar alguns consolos e vibradores. Ela me mostrou uns consolos bem grandes e parrudos, eram lindos, meu marido não podia nem ver aquilo pois se não ele ia achar que eu não estava satisfeita com a pica dele, kkkkkk. Comprei e usei algumas coisas com ele, e teve um dia que ele chegou com um fogo que eu adorei, chegou encoxando, me beijando e eu falei: -Obrigada meu Deus! É hoje que o bicho vai pegar…

Acabei de fazer a janta e fui tomar meu banho, quando entrei no quarto ele já estava pelado, e falei, hoje o trem vai ser bom em amor. Tomei meu banho rapidinho e já fui pra cama, nem me sequei direito. Aquele dia ele me pegou de jeito e com o vibrador no meu grelinho eu gozei muito gostoso, fazia tempo que não sentia um prazer tão intenso e gostoso. No outro dia acordei com um fogo que só, aproveitei que estava sozinha em casa e peguei o consolo grande para experimentar, lubrifiquei ele, pra entrar fácil, porque minha bucetinha até então só tinha entrado a pica do meu marido por anos e anos. Peguei o consolo e comecei penetrar ele bem devagar, senti aquela coisa me alargando, era um misto de dor com um prazer que foi inevitável não gemer. Aproveitei aquele consolão me rasgando e coloquei o vibrador no meu grelo, minha buceta babava e aquele consolo grande e grosso deslizava me preenchendo toda e eu gozei muito com meus novos brinquedinhos, quando gozei fiquei de quatro na cama coloquei o consolo com se fosse um homem deitado e chupei ele engolindo todo meu mel que estava nele. Eu estava fora de mim de tesão, mas estava adorando aquilo tudo. E era bem raro meu marido me procurar pra gente fazer um amor gostoso, quando me procurava era uma rapidinha, o desempenho dele estava horrível, e como eu aprendi a me satisfazer com os meus brinquedinhos pra mim estava tudo bem, apesar de ainda queria que meu marido voltasse a ser uma maquina de foder, e que tivesse uma pica igual do meu consolo rsrsrsrs. Bom aí vem a melhor parte e nossas vidas tomaram um rumo inesperado quando ele contratou um gerente para a loja. Era um rapaz mais novo, muito bonito, sua esposa também era muito linda. Quando estávamos completando 25 anos de casados meu marido me fez uma proposta que me assustou. Ele disse que em comemoração a todos esses anos, queria me ver dando pra outro homem. Que me desse muito prazer do jeito que eu gostava. Parece até que ele sabia que não estava dando mais conta de mim. Eu falei com ele que aquilo era loucura, e que não tinha cabimento nenhum uma coisas dessas. Logo desconversei e deixei ele falando sozinho. Alguns meses se passaram e ele não tocou no assunto mais, e eu ainda fiquei remoendo aquilo, lá no fundo eu queria conhecer uma outra rola, e de preferência com um homem bem dotado que me deixasse acabada.

Num certo dia, ele me ligou e disse pra me arrumar que a noite ia me levar pra jantar fora. Pra minha surpresa era na casa do gerente da nossa loja, quando chegamos lá, ele estava com uma blusa social com os botões soltos exibindo um pedaço do peitoral, nossa que homem, mas nem passou pela minha cabeça nada do que estava por vir. A esposa dele estava com um vestido com um tecido bem fino que desenhava o corpo dela e ficava levemente transparente, e confesso que a mulher era realmente muito linda e gostosa. A noite estava muito agradável, eles eram bem educados e tinham muitas histórias pra contar, ficamos conversando por horas e bebendo muitos vinhos. De repente me assustei, pois o gerente, que vou chamar de Paulo, estava passando a mão na minha coxa e vi que meu marido estava mais pro lado da esposa dele, eu estava um pouco bêbada, até fiquei até mais lúcida na hora com o susto, mas não falei nada. Todos estávamos sentados no tapete da sala, eu sentada com as duas pernas dobradas de lado, e a mão dele muito perto da minha buceta, ele tinha uma mão grande que comecei imaginar na pegada que ele tinha. A esposa dele levantou e meu marido foi junto com ela, naquela hora saquei tudo. Eles já tinham combinado. Fiquei até meio brava, mas o tesão falava mais alto. O cara era muito gostoso e sarado, lindo de rosto e educado. Estava passando a mão pelas minhas pernas e subindo meu vestido, ele me agarrou sem cerimônia, do jeito que eu gosto, me deitou ali no mesmo no tapete, e começamos nos beijar, ele começou um vai e vem esfregando seu pau, senti a sua pica dura encostando em mim e ele dando aquele beijo gostoso apertando meus peitos, ele tinha uma língua gostosa e eu já estava toda molhadinha. Sem dizer quase nada só me chupando e tirando a roupa, falei que ele era um safado gostoso e que tinha que me foder bem gostoso, já que estava tudo armado com meu marido.
-Gosta de comer mulher casada, né seu safado? Gosta de saber que sua mulher vai transar com meu marido? Então me fode todinha quero ver se você é bom de cama seu cachorro. cada vez que falava uma sacanagem ele delirava, e eu logo cai de boca no pau dele, que era do jeito q eu estava sonhando, até mais do que eu esperava, pois era bem grande e muito Grosso. Naquela hora pensei na raiva que a mulher dele poderia estar passando, já que ela estava acostumada com aquele pauzão do marido dela, e o do meu marido era menos que a metade daquela rola.

Comecei mamar muito naquele pau, chupava e até engasgava com aquele mastro, estava babando bastante naquela pica e beijava a cabeça roliça e voltava chupar, o cara estava louco. subi em cima dele enfiei o pau dele na minha buceta e cavalguei igual uma louca pedindo para que ele me fodesse gostoso. Era bem grande e aquela cavalgada me preenchia toda, estava realmente adorando dar para ele. Claro que o cara não aguentou e logo gozou dentro de mim e fiquei até decepcionada, pois achei que a brincadeira iria acabar, mas o safado estava só começando. Logo ele abriu minha pernas, para ver a porra dele escorrendo e caiu de boca. Aquilo era muito bom, ser chupada, com a buceta toda melada, era diferente e nunca que meu marido teria essa coragem, mas o safado me chupou com todo gosto e me fez gozar igual a uma cadela no cio. Depois fiquei de quatro com o rabo todo empinado e mandei ele me foder com força, ele veio e enfiou aquele caralho gostoso, grosso e grande. Estava difícil aguentar tudo de quatro mas eu fui guerreira, e ele foi bombando sem dó, cutucando meu útero, eu estava louca naquele homem e eu me senti jovem e viva de novo!! Lá da sala dava para escutar o mulher do cara gemendo na pica do meu marido e achei isso uma delicia… De repente senti aquele mastro cutucando meu cuzinho, falei para ele que não tinha nenhuma chance de conseguir fazer sexo anal com ele, mas que poderia tentar. Fiquei de ladinho e ele foi cutucando meu buraquinho, chegou e meter a cabeça, mas não deu para me foder muito, pois a dor era muito grande, mas só nessa brincadeira o cara já ficou louco e tirou de dentro de mim e começou gozar na minha boca, ele mandou eu fechar os olhos e só sentindo os jatos de porra na minha cara, nunca vi um cara gozar tanto assim, deve ter saído no mínimo uns 7 jatos bem generosos de porra, e eu engoli o máximo que consegui, como a boa putinha que eu estava sendo. Ele caiu no tapete e eu fui no banheiro me limpar, quando cheguei no banheiro percebi que minha buceta estava todo vermelha, com aquela foda e me sentia toda arregaçada.

Aquele macho me comeu do jeito que eu precisava, quando voltei ele me chamou para o quarto deles. Chegando lá meu marido estava deitado na cama e a esposa do meu amante cavalgava na sua pica, mas dava para perceber que ela não estava tendo muito prazer, apenas fez meu marido gozar dentro dela, e a mulher dele com uma expressão de chateada. Foi aí que ela disse: -Amor vem aqui me fazer gozar, naquela hora minha cara até queimou de vergonha pro meu marido. O homem dela logo caiu na cama, começou chupar a mulher dele e eles começaram transar ali mesmo, meu marido sentado em uma poltrona só assistindo. Paulo então me chamou e meu marido disse: -Vai lá participar amor. Eu estava acabada, mas cai na cama e o Paulo começou foder eu e a mulher dele. Como o cara aguenta foder depois de ter gozado duas vezes? Logo estava tendo também minha primeira experiência lésbica. Fizemos uma sacanagem digna de filme, com muito sexo oral, dedinho na buceta e ainda tendo aquele macho arregaçando a gente sem dó. Ele era um homem com H maiúsculo, com o pau sempre duro e gozou de novo, mas dessa vez dentro da bucetinha de sua esposa. Teve um momento que fiquei deitada só eu e esposa dele que vou chamar de Carla, ficamos ali caídas e satisfeitas, mas pedi desculpas pelo meu marido. E ela disse: -Não precisa me pedir desculpas não gata. Não sei se devo, mas vou eu vou te falar… Paulo é alguns anos mais jovem que o seu marido, mas nem sempre foi essa maquina de foder como você viu, quando eu vi que ele estava ficando devagar, como nós somos um casal mais tranquilos, conversamos de tudo abertamente desde sempre, não temos muito filtro, ainda mais quando é em relação nossa vida sexual. E aí procuramos por ajuda e ele comprou um produto. Ele começou o tratamento e ficou essa delícia que é hoje, e o melhor que cresceu o pau, que já era bom mas agora ficou melhor, você que o diga rsrsrs… Depois de alguns dias conversei com meu marido a respeito e compramos o produto. Ele fez o tratamento e realmente virou outro homem… E como nós aderimos aquele novo estilo de vida, ele precisava dar um jeito, porque ele tinha que dar prazer para as outras mulheres também, não era só os macho me fodendo e me fazendo gozar. Paulo e a mulher dele eram nossos parceiros de putaria fixos, era o casal que a gente trepava sem camisinha, na mesma cama, cada hora um comendo a esposa do outro. Era uma delicia, e meu marido finalmente tinha se tornado o macho que tanto desejei.

Outros contos...

Comentários (0)

Somente assinantes podem deixar comentários!

Assine ou faça login para poder comentar.
21
Atrações
149
HQs
586
Vídeos
5099
Fotos
155
Atrizes
...